28 agosto, 2005

Série Colônias no Mundo Livre 2 - Europa - Ilhas Färoe




As ilhas Färoe são uma possessão ultramarina do Reino da Dinamarca, no continente europeu (sim, até na Europa existem povos subjugados pelos imperialistas). A população de 47000 habitantes, descendente dos primeiros colonizadores vikings da região (século VII), ocupa uma superfície de cerca de 1400 km². O clima, por incrível que pareça, é temperado oceânico, apesar da latitude de 62 graus norte, graças à ação da corrente do Golfo. Politicamente, os faroers possuem um parlamento local, de 32 cadeiras, com direito a um observador no senado de Copenhagen. Apesar da Dinamarca fazer parte da União Européia, os faroers votaram não à UE, e seus contatos com ela se fazem via metrópole. A base econômica das ilhas é (adivinhem) a pesca!!! Mas porque diabos os dinamarqueses se dariam ao trabalho de manter uma possessão no meio do Atlântico Norte, a mais de quinhentas milhas da Europa, com um déficit anual nas contas governamentais de 15% do PIB (cerca de 1 bilhão de dólares em 2003) e com uma renda per capita de U$$ 22.000? Pra pescar? Não, mas por que o Mar do Norte, onde por acaso ficam as ilhas, é uma das maiores reservas de petróleo (sempre ele) do mundo. O governo dinarmaquês realmente não dá ponto sem nó...

Contra a opressão dos governos alienígenas. Pela liberdade do povo Faroer. Pela independência desta nação valente. Abaixo o colonialismo no mundo...